HERO CORP1.png
  • GANNZ

Os melhores filmes de terror baseados em fatos reais

Atualizado: 14 de Mar de 2020

Primeira Sexta-Feira 13 de 2020 e claro que preparamos algo especial para vocês.


Os filmes de terror, geralmente apenas uma ficção, são histórias medonhas que envolvem assassinos, espíritos do mal e atividades sobrenaturais. Enquanto falamos de ficção, tudo bem né? Mas e quando os filmes de terror são baseados em histórias que realmente aconteceram?


A Hora do Pesadelo

Freddy Krueger foi um dos personagens mais icônicos e assustadores dos anos 80. Em 1984, A Hora do Pesadelo, filme de terror escrito e dirigido por Wes Craven, foi para as telas dos cinemas contando a história de adolescentes que, durante o sono, lutavam contra a criatura desfigurada. O mais aterrorizante de tudo, na verdade, é que o roteiro foi baseado em acontecimentos reais.


Um artigo publicado no LA Times inspirou o diretor do longa-metragem. Nele, médicos e especialistas narravam uma onda de mortes inexplicáveis que atingiu um grupo muito específico de pessoas nos Estados Unidos.

O jornal contou a história de uma criança refugiada do genocídio que aconteceu no Camboja no ano de 1975.

O garoto do Camboja dizia que estava com medo de dormir porque ele seria atacado e morto durante seu sono. “Quando ele finalmente adormeceu, seus pais pensaram que a crise havia terminado. Então eles ouviram gritos no meio da noite. Quando chegaram, ele estava morto. Ele morreu no meio de um pesadelo”, disse o diretor Craven ao jornal diário Vulture.


Mas a situação não foi um caso isolado. Isso aconteceu com inúmeros refugiados que tentavam escapar do terror no Camboja.

Um grande segmento de pessoas da etnia Hmong sofreu com a síndrome desconhecida, o que gerou preocupação em médicos.



"São pessoas que sofreram muito e foram sujeitas a muito", disse a Dra. Khatharya Um.

A experiência traumática pode ter gerado esse tipo de comportamento do corpo. Muitos membros da comunidade disseram que as mortes foram causadas por agentes químicos aos quais essas pessoas estariam expostas. Mas os médicos não concordaram com a teoria.


Mais tarde, a síndrome foi nomeada como Síndrome da Morte Noturna Inexplicável Repentina (SUNDS, em inglês). Até hoje, a onda de mortes ainda permanece sem explicação.




O Exorcista

O Exorcista é um filme norte-americano de 1973 do gênero terror sobrenatural dirigido por William Friedkin e escrito por William Peter Blatty, baseado no livro homônimo de sua autoria. O filme aborda a possessão demoníaca de uma garota de 12 anos. O livro de Blatty teve inspiração no exorcismo de um garoto de 14 anos de idade, documentado em 1949.


William Peter, o autor e roteirista do 'Exorcista', se baseou em duas histórias publicadas no The Washigton Post, em agosto de 1949. No caso foi anunciado que um garoto de 14 anos, estava dando gritos violentos, xingando e dizendo vozes em Latim (uma língua que ele não conhecia).


A família do garoto era Luterana, tentou médicos, psiquiatras e psicólogos para só depois procurar padres. A época a unica coisa que poderia curar o garoto era o exorcismo, com isso, William Peter criou a jovem personagem para a atriz Linda Blair.

Em 1999, um homem chamado Mark Opsasnicki resolveu investigar o caso, e publicou suas descobertas em uma revista. Mark disse que conseguiu identificar o garoto da história e entrevistar pessoas que o conheceram, sua conclusão foi que o garoto não teve uma possessão diabólica, e sim, problemas psicologicos e tentava imitar o latim dos padres.


Mas essa é a dedução, 50 anos depois do acontecido pelo pesquisador. Mesmo assim essa história não deixa de ser assustadora.



Horror em Amityville