HERO CORP1.png
  • GANNZ

Crítica | Red: Crescer é uma fera um dos melhores filmes PIXAR

Parece que finalmente estamos entrando em uma época onde encontramos narrativas que não foquem apenas em crianças brancas e masculinas.

As produções parecem, finalmente, estar mudando, e o novo passo para além da mesmice é

Red: Crescer é uma Fera (Turning Red, no original), é o novo filme Disney - Pixar.

Com uma protagonista asiática, o longa tem sido marcado pelas críticas como um ponto fora da curva para as animações da Pixar.


A história do longa

Situado durante os anos 2000, seguimos a história de Meilin Lee, uma garota sino-canadense de 13 anos de idade, que está dividida entre continuar sendo a filha quieta e educada ou se tornar o caos que é a adolescência.

Isso já seria difícil de se lidar em uma situação normal, mas Mei encontra um novo problema: sempre que ela passa por emoções fortes, ela vira um panda-vermelho gigante. Enquanto aprende a lidar com esse traço da sua “personalidade”, a garota vive sob a vigilância constante de uma mãe superprotetora e autoritária. Com um estilo visual diferente do qual estamos acostumados com a Pixar, Red promete ser um filme leve, mas não esquecendo de deixar uma impressão tocante e poderosa.


Assim começa uma aventura hilária e sincera que deixa espaço para desvendar assuntos universais complicados, como nossos relacionamentos com nossos pais, nossas culturas e nossos próprios corpos.

Os criadores de Turning Red falam sobre o retrato aberto da puberdade e menstruação no filme.

Radulovic diz que a animação é ”descaradamente jovialmente abraça sua própria identidade de uma maneira tão carinhosa que dói” e chama o filme de um dos melhores da Pixar.


Em entrevista para a NBC, a atriz Sandra Oh contou um pouco sobre a inevitável decepção que os pais irão sentir com o desenvolvimento de seus filhos:

“Quando você é jovem, você vai desapontar os seus pais. É muito difícil para a gente, mas você vai e tá tudo bem. É natural e você precisa encontrar o seu próprio caminho,”


Alerta de easter egg da pixar

No bairro da Mei Mei tem um restaurante chamado Bao, mesmo nome do curta feito pela diretora de #RedCrescerEUmaFera e que deu inspiração para a animação.


O que achamos do longa (sem spoiler)


Red: Crescer é uma fera; é uma linda história de amadurecimento que triunfa em saber equilibrar o humor e emoção, sendo óbvio em sua mensagem, porém muito inteligente em desenvolver essa questão. A trama apesar de simples e objetiva, é muito rica em enredo, humor, carisma e sentimento, além disso há muitos detalhes que fazem toda a diferença.


Em geral os personagens são bons e carismáticos, é muito fácil se identificar com um deles! A forma que eles são inseridos no contexto da trama é bem inteligente.

A fotografia é muito bonita, a animação também! Não é mais surpresa a qualidade do 3D da Pixar, mesmo com isso, em todo filme dessa era ela consegue criar uma identidade visual única e nesse não é diferente, aqui tudo é mais puxado para um cartoon, as expressões são incríveis.


Inclusive, a atmosfera de anos 2000 traz muita personalidade também e é incrivelmente bem construída a partir dos detalhes. O filme retrata a adolescência de uma forma verdadeira e muito ousada, jogando na cara dos espectadores a visão de mundo de um adolescente.

Não vou deixar de citar a representatividade sutil que se dá na família na protagonista e na diversidade dos personagens.


Um ponto que eu acho que poderia ser melhor é o ritmo do filme, senti que foi muito acelerado, em geral acho que o filme poderia ser um maior para dar mais foco para alguns personagens e conflitos.

Enfim… é um filme muito divertido, identificável e ousado, que me tirou boas lágrimas no final, vale super apena ver!


A animação está disponível no Disney+


Vem discutir as últimas notícias, teorias e curiosidades sobre a cultura pop com a gente!

Não deixe de curtir nossa página nas redes sociais.

Facebook | Instagram








Posts recentes

Ver tudo

©2021 HERO PUB. Proibida qualquer reprodução sem autorização.