ARTES%20SITE_edited.png
ARTES%20SITE_edited.png
  • Mateus

Apple pagará cerca US$ 500 milhões para resolver processos de usuários de iPhone

Os proprietários de certos modelos mais antigos de iPhones talvez receberão entre US$ 25 e US$ 500 por dispositivo, em um acordo que a gigante da tecnologia firmou para resolver uma ação coletiva que alega que a empresa enganou os clientes após diminuir o desempenho dos dispositivos.

A Apple pagará de US$ 310 milhões à US$ 500 milhões para resolver o litígio, de acordo com um documento divulgado na sexta-feira passada no Tribunal Distrital dos EUA.

Isso será direcionado para pagamentos a antigos e atuais proprietários norte-americanos dos dispositivos iPhone 6, 6 Plus, 6s, 6s Plus, 7, 7 Plus e SE executando o iOS 10.2.1 (ou posterior) e o iOS 11.2 (ou posterior).


O processo surgiu das atualizações de software para iOS da Apple em 2017, projetadas para impedir que os iPhones se desligassem inesperadamente. As atualizações diminuíram o desempenho de alguns iPhones para evitar desligamentos repentinos, que ocorreram quando as baterias antigas não foram capazes de atender às demandas de energia de máximo desempenho, de acordo com a Apple. Os autores alegaram que a empresa sabia do defeito e não o revelou adequadamente - e que a limitação de desempenho levou os clientes a comprar novos iPhones.


Continua após a publicidade


Em dezembro de 2017, a Apple pediu desculpas aos clientes por abandonar iPhones mais antigos. A empresa disse na época que reduziria por um certo tempo o custo das trocas de baterias dos telefones afetados para US$29, (normalmente esse custo é de US$ 79).


Estima-se que cada usuário dos aparelhos afetados e que entraram com ação contra a empresa receba de US$25 à US$500.


A Apple não comentou o assunto e negou qualquer irregularidade, mas concordou em resolver o caso.



Nos siga nas redes sociais!

Twitter - @_hropub

Instagram - @hro.pub

Facebook - /hropub



Saludos, hropub !

©2020 HERO PUB. Proibida qualquer reprodução sem autorização.